terça-feira, 2 de setembro de 2008

OUTRA VEZ LUTO NA JUSTIÇA... EM VEZ DE SER LUTA...





Quase tudo o que poderia interessar em Portugal termina mal ou melhor, para ser rigoroso, termina mal para o conceito de justiça, mal para os portugueses, mal para o país, mal para todos, menos para os poderosos que controlam tudo, desde o dinheiro a esta coisa horrível e nojenta que alguns insistem em chamar justiça… Este indivíduo, com a vidinha bem arrumada como o maninho, é um bom exemplo de Portugal e do estado a que chegaram as coisas do Estado…
Eis bons exemplos das coisas e pessoas que mais abomino, detesto e me enjoam até ao vómito… O meu desprezo por tais criaturas é indizível… se o Estado pagar o que lhes deve tem que o fazer com cadeia, não com dinheiro… Alguém acredita que um indivíduo acusado de 23 crimes de pedofilia e coisas no género nem a tribunal vai? Foi mal preso? Não, foi mal solto… pois ainda lá devia estar guardado e não andar, regiamente pago, sabe deus a fazer o quê. Mais teve direito a tratamento VIP, desde quando é que se despacha qualquer coisas em Portugal neste período de tempo, no qual ainda se incluem as férias judiciais, só quando as coisas já estão decididas e são a favor dos poderosos podres que nos parasitam... Mas, faltam os outros, (vejam o vídeo) que ainda por aí andam nos mais altos cargos... Metem-me nojo.

8 comentários:

Maria Eduarda disse...

Obrigada!
Hoje, precisava ler alguma coisa que me tirasse deste inferno, desta raiva, deste amargo de boca.
ME

Anónimo disse...

Não tenho comentários.
Só sentimento de raiva e revolta, por ter que ser obrigado a ver o que se passa neste pais sem nada poder fazer.
É muito triste.

Professorinha disse...

Olha, eu nem vou dizer mais nada... os comentários anteriores já dizer o que eu sinto.

Anónimo disse...

Quink644, não te consumas. A ira é um sentimento que nos faz sofrer. Por estas e por outras é que resolvi enfiar a cabeça na areia.

De repente veio-me à memória uma máxima que recolhi algures, há já muitos anos, que continha mais ou menos isto:
(...) o medo de ser livre cria o orgulho de ser escravo (...)

O meu cérebro e os meus ossos reclamam descanso. Entendes-me, quink644?

Um beijo

Jaime Dinis disse...

Há-de ser difícil ser-se juiz nos dias que correm...
1) Afinal, todos os cidadãos sem excepção são ou não iguais perante a lei?
2) Se sim (algo que muito convictamente duvido), que legitimidade tem um estado de direito de enclausurar uns e outros papa-putos não? Só por alguns terem sangue azul e as costas quentes e outros não?
Sendo assim, porque é que não há-de um qualquer traficante de armas, droga ou carne humana, pegar em algumas das suas poupanças e contratar o Dr. Rogério Alves, por exemplo, que empresta de bom grado os seus orifícios corporais a troco de um punhado de euros, como se viu no caso dos McCain, para o defender e levar este a receber uns troquitos de indemnização paga por todos nós?
É esta a moral do estado para com os cidadãos?
E depois estranham e querem acabar com a criminalidade violenta!!!
“Deixem-me rir! Esta história não é tua…”

brunette disse...

Credo, tanto azedume logo na rentrée! Eu estaria de acordo, mas de certeza que o Pedroso é culpado dos crimes de que foi acusado? Não poderá também estar a incorrer numa injustiça?

Anita's disse...

Ó Brunette, estás a dar uma de assistente social ? hehehe

A ditadura do proletariado provoca-me náuseas. (na sua maioria, esses tipos, provêm da classe média baixa. Muita porrada nos cornos devem ter levado em pequeninos ....

Maria das Graças disse...

Que vergonha um ser desprezível que pratica tantos crimes de pedofilia ter tratamento Vip. Com certeza deixamos de ser humanos ao permitir tanta barbaridade ser cometida com nossas crianças.Afinal A sociedade tem o dever de proteger as crianças e a Justiça omissa ficou mesmo cega. Mas infelizmente o mundo todo está vivendo o caos ético moral e amor e quem mais sofre são nossas crianças.