domingo, 8 de fevereiro de 2009

Mentiroso e sem vergonha...



O segredo está no vermelho... Este mentiroso andou quatro anos a gozar connosco e a rir-se das promessas que nos tinha feito, sabendo de antemão que não eram para cumprir. Agora, as eleições aproximam-se e sublima o seu gozo, multiplicando, repetidas vezes, a única coisa que sabe fazer que é promessas… Claro que apenas falo das questões que não envolvem campanhas escuras, pois aí são mais que evidentes as suas capacidades, quer a fazer licenciaturas, a enviar faxes, a calçar luvas, a aterrorizar meio mundo, a comprar querelas com tudo e com todos e tudo aquilo que, para quem tiver uma capacidade de memória igual à de um frango, facilmente se lembrará.
Quer o quê este sacripanta, este parolo vindo das berças? Mas mais importante, para quem é que está a falar? Para a D. Adelaide?
Volta lá para a tua terra, onde construías casas para as vacas e para aqueles teus clientes com gosto refinado, deixa-nos em paz e deixa-te ficar lá, até a polícia te ir buscar...

12 comentários:

Anónimo disse...

Mais um que não estava habituado a trabalhar e que agora tem que prestar conta do que faz. Grande Ministra! pôs os professores calaceiros a trabalhar! Por isso tem o apoio dos Encarregados de Educação!

Anónimo disse...

Estou a morrer de riso!
Quando perdes as estribeiras e pegas na pescada, Quink,consegues contribuir para que alguma boa disposição invada a minha alma.
O comentário do Anónimo das 15:42 também me provoca ataques de riso, mas por outras razões, como deves calcular. (deve ter uma vida sexual miserável) olha pra mim a rir ! ha ha ha ha

beijos


MG

Ogre disse...

Já alguém reparou que quem faz comentários do género do gajo aqui de cima, são sempre anónimos? Fanfarrões ignorantes e escudados por trás das saias do dono. Como os cães.
Alguém sabe ou se recorda que no tempo do Salazar, o número de delatores voluntários era superior ao dos bufos pagos, e que a pide às vezes não tinha meios de investigar tantas denúncias?
Alguém se recorda que recentemente o filho da puta do Salazar, foi eleito o melhor português de sempre?

Dá-lhes Quink, com força e onde doer mais.

quink644 disse...

Para o anónimo das 15.42 h
Se se der ao cuidado de ler tudo aquilo que aqui publiquei, ao longo de menos de um ano, terá bastante trabalho. Certo? Experimente... Agora pense no trabalho que deu escrever isto tudo e, ainda, escolher e compor imagens e pense bem se eu estou ou não estou habituado a trabalhar...
Acrescento-lhe apenas que isto é uma infíma parte do que eu faço...
Experimente fazer como eu, escreva, escreva sempre e verá quem tem razão, se eu ou o encarregado de educação...

quink644 disse...

Viva Ogre,
há apenas seis dias que lembrei essa triste realidade da escolha de salazar...
http://porquemedizem.blogspot.com/2009/02/lembrando-antonio-sergio.html#links
Neste post acabo concluindo que o motivo só pode ser: "Sinal dos tempos e da merda de povo em que nos tornámos."
Um abraço

Anónimo disse...

Caro Ogre: não sou fanfarrona nem nada que se pareça. Se entro de forma anónima, essa atitude deve-se apenas à minha timidez. Quando leres as iniciais MG, isso significa que sou eu. Quando tiver um blog decente, escrevo por extenso. Abraço.
MG

Anónimo disse...

Será que o trampolineiro fez alguma promessa à nossa senhora?
Se se safar desta ainda o vamos ver de joelhos, no santuário de Fátima.

MG

O Zé disse...

ahahah, dá-lhe forte amigo, agora que eles estão a cair é que é arriar, a ver se não se levantam.

Anónimo disse...

heheh arrive lui qui bouge encore

Ogre disse...

Minha querida MG, quando disse "o gajo aqui de cima" referia-me ao anónimo das 15.42. Pensei que tinha sido mais claro. Percebi perfeitamente que seu comentário não tem nada a ver com o outro, e também vi as iniciais. Lamento ter gerado alguma confusão... mas o que quer, os Ogres não têm maneiras.
Deixo-lhe aqui, não querendo abusar do espaço do Quink, um beijo.

Tiago Loureiro disse...

Na verdade não há alívio fiscal nenhum! A verdadeira medida é por aqueles que têm rendimentos mais altos a pagarem mais, e a dita classe média a pagar o mesmo que paga hoje. A diferença da carga de impostos entre a classe média e a (chamemos-lhe assim) classe alta vai aumentar, não porque os primeiros passem a pagar menos, mas porque os segundos vão passar a pagar mais.

[o-espelho-magico.blogspot.com]

Anónimo disse...

Olá, Ogre!

Escusavas de te dar ao trabalho de responder ao meu amuo. Obrigada na mesma.

Se quiseres relaxar depois das discussões venenosas em que nos metemos e que nos fazem ficar irad@s, vai ao meu blog. Tenho sempre coisas engraçadas. ( para pessoas com mentalidade de 5 anos, como eu). Abraço.

http://Anitanosupermercado.vox.com