sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Conta os coelhos...



Ferreira Leite quer que Sócrates esclareça como escolhe empresas que ajuda.

Esta senhora está sempre a querer fazer parecer que não compreende... Minha senhora a resposta é fácil, conta os coelhos...
Da mesma forma que se fosse a senhora a escolher contaria loureiros...

O Poeta Fanfarrão...



A coragem do poeta fanfarrão nunca vai até onde devia… O que ele, ou alguém que queira realmente que os deputados votem em consciência e não para guardarem o lugar, era propor que os votos no parlamento fossem secretos… Ir-se-iam ver muitas propostas do governo a serem chumbadas e tantas outras da oposição a serem aprovadas. Isso sim, era isso que o cantor da coragem, o homem que diz que não se cala, devia propor, assim talvez houvesse juízo e democracia no país…

Pão sem Sal…

Deputados socialistas querem reduzir sal no pão.

Os nossos amigos e cuidadosos deputados socialistas querem, finalmente, aproximarem-nos das médias europeias, da tão prometida convergência com a Europa. Contudo, como não o conseguem fazer com mais nada, resolveram, agora, cortar-nos no sal do pão, esta sim uma medida que eles conseguem tomar e, se calhar, cumprir. Querem que todos sejamos como eles, pãezinhos sem sal que meneiam a cabeça ao som da batuta e que só comem brioche de farinha de primeira, claro sem sal. Porquê que esses briosos representantes populares não lhe baixam antes o preço? Seria por certo muito mais agradável para todos nós. Eles poderiam continuar a abastecerem-se nas padarias finas, deixando-nos a nós o pão que o diabo, no caso eles próprios, amassaram.
Talvez o Manuel Alegre vote contra… A broa sem sal não presta e o pão saloio também não, como raio é que ele se empanturrará nos petiscos… Olhem estimados deputados, que o vosso pão sem sal vos engasgue de vez para não termos que ouvir a vossa zurraria…

Dr Feelgood - Down At The Doctors.

Como podem 17 Carneiros valer mais que 140 mil professores?

Daqui não sai mais nada...


Na casa da democracia portuguesa vive-se em farsa e quem vive em farsa são os farsolas, que passam horas a jogar um jogo inútil e vazio em que antes de jogar já se sabe que só se ganha se o outro quiser. Os farsolas fingem empolgar-se, fingem indignar-se, fingem preocupar-se, fingem não se calar, em suma tudo o que se produz são fingimentos e perdigotos que ficam no ar... Aqui consome-se o dinheiro dos nossos impostos, para fazerem de conta que se joga alguma coisa... Ao menos jogassem aos dados ou à moeda ao ar, pois, poderia dar-se o caso do povo português alguma vez ter sorte...

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

CONFIANÇA...


PARA LAMENTO...





Independentemente do resultado que pouco interessa, apenas me parece valer a pena estar atento ao que se vai passar na medida em que poderemos verificar a coerência dos nossos representantes. Isto é algo que os deputados tendem a esquecer, com o à vontade de quem nunca acreditou nisso e, como tal, nunca o levou a sério. Será, pois, interessante verificar se algo muda nesse grupo de representantes ou se continuarão a obedecer cegamente aos ditames dos seus interesses, ou seja, a reeleição. Será ainda curioso ver se Manuel Alegre e ala que não se revê em Sócrates se levanta à revelia da sua consciência, isto porque tenho a certeza que a maioria dos deputados do PS já percebeu que esta luta, cega, injusta e impopular, está perdida e vai-lhes retirar mais votos do que alguma vez poderiam supor e esses votos traduzem-se em cadeiras… Ora, além de votarem contra a sua consciência e contra a vontade de quem os mandatou, estarão a votar contra os seus próprios interesses…
Seria bom que pensassem nisso, apesar do perigo que representa, neste momento, cair na desgraça de Sócrates. Porém…
Outra coisa curiosa será ver Zita Seabra… Como vira-casacas que é, parece ter finalmente percebido onde anda agora o poder e, aí coerente com ela própria, parece andar a querer namorar Sócrates e o PS, claro que, na eventualidade do CDS vir alguma vez a ter poder, mudaria de novo…

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Estavam à espera de quê?


Banco de Portugal e BPN recusaram enviar documentação ao Parlamento.


Estes angélicos deputados, presididos por uma ainda mais angélica deputada, estavam à espera de quê? Que um conjunto de malfeitores, coniventes entre si, se entregassem de perna aberta e com um sorrisinho nos lábios? Que o Banco de Portugal revelasse a sua conivente mudez e a sua responsabilidade em todo este processo, que nos burlou numa soma ainda não suficientemente apurada? Tenham dó, parecem meninos de coro a interrogar pedófilos, tenham cuidado não vos vá a volta sair ao contrário e ainda virem a descobrir o que não devem, esse vai ser outro caso Casa Pia, nunca saberão nada de essencial e quando souberem alguma coisita é porque já prescreveu e não adianta falar mais nisso… Até o presidente Aníbal António parece que lá tinha um PPR…
Daqui a uns tempos, vão chegar à conclusão que foi o Bibi que tramou tudo e condená-lo por sonegação de dados, burla, falsificação de documentos, enriquecimento ilícito e tudo o mais que por aí houver. O caso será encerrado e um dos grandes implicados, que não será investigado, chegará a presidente da assembleia da república…
Viva Portugal, meus caros deputados da comissão de inquérito, viva Portugal…

Novo Mobiliário para a Gestão Escolar


Com o novo modelo de gestão escolar, as restruturações a operar já começaram a ser pensadas aos mais ínfimos pormenores, não é só a antiquada estrutura de gestão democrática que termina, também foi necessário pensar no mobiliário adequado ao novo cunho directivo, com especial destaque para o mapa da produtividade, para a cadeira forrada com o logotipo do novo modelo e, sobretudo, para as cadeiras de atendimento optimizadas para uma melhor percepção da nova realidade. Sinais dos tempos...

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

OS 30 DINHEIROS...



Suplementos dos directores das escolas publicados em Diário da República.


A história tende a repetir-se, pelo menos nos exemplos míticos que espelham a tipicidade humana, da avareza, da coragem, do amor e também da cupidez… Os trinta dinheiros de Judas são famosos e são-no porque, constantemente, nos revisitam e nos relembram a história, fazendo com que o mito continue a ser mito e não se extinga, como tantos outros que perderam a sua valência e actualidade. Hoje vemos, de novo, os trinta dinheiros a serem oferecidos para vender quem não merece ser vendido. São os ciclos temporais do mito, mas nisto de mitos que metam romanos a história é farta… Não se esqueçam do reverso da medalha: Roma não paga a traidores…

Já devia ter aberto um a este idiota...

Administração de hospital do Porto quer usar um sistema de televisão para controlar produtividade.
Ordem abrirá processo disciplinar a médicos que se deixarem filmar a dar consulta.

Parece que o presidente do conselho de administração do Hospital S. João, António Ferreira, pretende colocar câmaras a filmar as consultas médicas… Lembramos, desde logo, o sigilo profissional decorrente do acto médico e, sabendo como é Portugal, ansiamos por ver o directo da consulta de ginecologia da esposa de tão iminente idiota e o do seu tratamento às hemorróidas, isto se não for levado, imediatamente, como seria de fazer num país civilizado, ao directo da sua consulta de urgência de psiquiatria, amordaçado e enfiado numa camisa-de-forças…
Quer-nos parecer que a Ordem deveria começar por instaurar já um processo ao mentecapto que teve esta ideia patológica…

Os nossos políticos...

domingo, 4 de janeiro de 2009

É um belo orador...

António Costa vai coordenar moção de Sócrates para recandidatura ao PS.


Lugares de Interesse Nacional...

É com pequenos gestos como estes que vamos aferindo a solidariedade do povo português com a luta dos professores contra um Governo déspota, que quer retirar os direitos adquiridos a quase todas as classes à excepção da dos políticos e dos banqueiros...