segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

O sócrates italiano levou com uma Torre de Belém.

O que faz falta em Portugal é fazerem-se réplicas da Torre de Belém maiores e em chumbo, de preferência com as esquinas endurecidas... (O pessoal do Porto pode usar a Torre dos Clérigos...)
Pode ver aqui o bonito video...
Desde já garantimos que Massimo Tataglia vai ser convidado a vir a Portugal.

sábado, 28 de novembro de 2009

Concurso Público...

Está aberto o concurso público para a compra de mais duas viaturas de luxo e alta cilindrada para circularem a velocidade vertiginosa pelas ruas de Lisboa. Dispensam-se air bags, cintos de segurança e quaisquer dispositivos que impeçam os seus ocupantes de se magoarem.

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

A Sinistra deu lugar à...


As Novas Oportunidades chegaram... Viva! Viva! Vamos ser todos avaliados por fax a um domingo, a madame sabe contar histórias e vai contar aquilo que lhe mandarem contar... Não lhe façam é perguntas gerais sobre escolas e a educação em Portugal, disso é que ela, se alguma vez soube, já esqueceu...
É tão quiduxa, até o bigodes do memorando ficou encantado com ela. Parece que já esqueceram tudo o que está em cima da mesa e não é só a avaliação... É o estatuto da carreira, o do aluno e da direcção boystíca das escolas... Fale disso, madame, fale disso...

domingo, 15 de novembro de 2009

Trocaram a Sopeira por uma Tia...

Quem ainda tem pesadelos com lembranças da fulana de má catadura que desferiu o golpe final à escola pública e que, ao que consta, irá passar um ano de licença sabática a pensar em mais estratégias para vulgarizar os que lhe são superiores em tudo, o que diga-se de passagem não é difícil; bem, dizia eu, que tenho andado arredado disto tudo, pois ainda não me consegui conformar com a evidência de ter que viver a ser pastoreado pelo maior mais vigarista, corrupto e aldrabão que já conheci, e atenção que não me refiro só aos vivos, dizia eu, então, dei por mim a olhar para a tragicomédia nacional atentando um pouco mais para o capítulo da educação em Portugal.
À primeira vista, a troca foi clara, trocaram a sopeira por uma tia... Não me parece que haja mais nada de novo, se calhar esta sabe comer com faca e garfo. No entanto, ainda existem pessoas a conseguir pensar no meio da merda toda com que somos varejados... Só que poucos lhes ligam e é pena, senão vejam aqui como se pode dizer muito em poucas linhas... Mas, voltemos à tia, que ainda por cima parece gostar de histórias... Que leia esta.
Diz-me com quem andas, a quem dás confiança e dir-te-ei quem és...

terça-feira, 3 de novembro de 2009

COMO IA DIZENDO...




Segundo o Diário do Governo (perdão de notícias), lá vai ela espampanante curtir mais um aninho de trabalho árduo de actualização... Bem dizíamos que quem faz as leis as faz à sua medida...

Lurdes Rodrigues tira licença sabática de um ano do ISCTE.
A ex-ministra da Educação suspendeu por um ano o regresso às funções de professora no Instituto Superior de Ciências do Trabalho e Empresa (ISCTE). Maria de Lurdes Rodrigues aproveitou um artigo do novo estatuto da carreira docente universitária (de Agosto) que autoriza quem exerceu cargos públicos a tirar uma licença para "actualização de conhecimentos".

Viva a pandilha!

domingo, 1 de novembro de 2009

Um País Avariado


Depois de uma vida adormecida sobre o que toda a gente sabe, mas que quem de direito nunca viu, Portugal parece ter-se descoberto completamente avariado… No seu duplo sentido, o primeiro pela constatação de que, desta forma, nada funciona ou poderá algum dia vir a funcionar, o segundo porque se começou a mostrar que tudo o que corre neste país é uma corrida à vara… Quanto mais procurarem mais encontrarão, não parece necessário andar anos a escutar conversas e a bisbilhotar envelopes ou transferências bancárias. É ir por aí, agarrar no Primeiro e começar a descer, as varas estão por todo o lado e as máfias de outros países corariam de vergonha ao ver o trabalho da nossa. A descoberta foi simples e eficaz, não há melhor forma de se governar do que governando… e seja o que for, sendo que quanto mais alto se está na pirâmide melhor, é um esquema parecido com aquele sistema de vendas em que o primeiro vai ganhando uma percentagem do segundo e por aí fora. Para além disto, a colocação nos lugares chave de varas proporciona a impunidade garantida, por isso não há nada a fazer, Portugal está avariado e bastaria alguém querer ver para colocar no guarda varas a cúpula que nos vareja, só que só se lá chega em assalto à vara e lá voltamos ao mesmo…
Continuamos no ciclo de parasitagem de que falava António Sérgio, não sabemos é o que lhe chamaria hoje se fosse vivo…

domingo, 18 de outubro de 2009

Por Portas e Travessas...

Dizem as más línguas que os submarinos portugueses não vão servir para nada... Não é verdade. Dada a escassez cada vez mais acentuada de cetáceos no mar oceano, é cada vez mais difícil a estes animais encontrarem parceiros para os seus ritos de acasalamento, pelo que se torna imprescindível a ajuda nacional aos infelizes machos do PP (leia-se Portugal Profundo).
Tudo o resto não passam de maledicências e ignorância... Quais interesses obscuros, luvas e negociatas, só quem não vai às feiras é que não sente o pulsar do povo, ansioso por saber que os ditos animais têm a sua formação sexual asegurada.
A marinha de guerra portuguesa não brinca em serviço e o apoio à natureza é uma das suas missões preponderantes. Nesta medida, os dois submersíveis permitirão ter um em permanência na região dos Açores, para efectuarem este desígnio de tão elevado interesse nacional.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Concorrência em Belém???

Hoje vieram-me dizer, profundamente aviltados pela ousadia, que a não sei quantas, não sabia que era e continuo sem saber, uma brasileira qualquer, tinha vindo a Portugal gozar com isto e que tinha escarrado nos Jerónimos ou não sei onde… Ai sim? Que interessante, fez bem, apesar de dever ser difícil, uma vez que creio que já não há Jerónimos nos Jerónimos, quanto muito haverá lá um funcionário com esse nome… E veio gozar com Portugal e com os portugueses… Fez bem, só prova que tem bom senso…
Esqueci-me da coisa.
Depois, por aquelas ironias do destino, entrei num blogue onde vinham os vídeos a mostrar o que tinha feito e a pedir desculpa e compreensão… Fiquei desiludido, a brasileira, que eu continuo sem saber quem é, não fez nada de especial… Foi gozar com um imbecil que não consegue colocar um número direito e babar-se para os Jerónimos, numa concorrência desleal ao babador oficial de Belém… Mas pecou por defeito… O outro projecta baba com muito mais qualidade e escuma-se melhor nos cantos da boca do que o mais abandalhado cavalo da GNR.
Serão os ares de Belém? Haverá por ali alguma aragem nociva que propicie as babadelas? Não sei, mas gostei de ver. Tinha jeitinho a cuspir baba… Deve estar habituada a fazer aquilo, já que o faz de uma forma esteticamente correcta e, até, algo erótica, ao contrário do paspalho de Belém que nem uma coisa, nem outra…
De tudo o que vi e ouvi, só fiquei triste com uma coisa. Saber que o porteiro do hotel de cinco estrelas não percebeu que quando ela o chamou para afinar o rato, estava a pedir que lhe afinasse outra coisa. A rata? Ah! Malvado porteiro que nos deixas com má fama… Ficas a saber, quando te chamarem para mexer no rato, estão-te a pedir outra coisa… Faz um curso nas Novas Oportunidades, qualifica-te! Besta quadrada!

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Mais uma vitória???

Cumpre-me informar que faleceu mais uma colega nossa, a Ana.
Conhecia-a há três anos e viveu os seus últimos tempos a preencher a papelada que o demónio exigia... Tinha, talvez, e jogo por alto, quarenta anos... E muito stress, sobretudo, porque não sabia que sorte seria a sua e estava preocupada sem sequer saber com o quê, nem para quê... Ri-me com ela a última vez que a vi, porque estava a fazer relatórios... Nem sei de quê...
Morreu, repentinamente, ataque cardíaco? Não sabemos, mas, certamente, a pensar nas muitas coisas que queria fazer e melhorar... Valeu-lhe de muito, jaz morta e apodrece...
A morte tem rosto, espectro se preferirem, cada morte é uma vitória, menos um direito(?) adquirido...
Viva a morte dos professores, viva a Ana e viva a coveira...

domingo, 2 de agosto de 2009

A Escolha Lusa...

São muito apreciáveis tosos os comentários e pareceres sobre estratégias e desígnios eleitorais...
Há neles duas realidades incontornáveis, primeira a de que ninguém lê os programas eleitorais, já que 95 % da população não tem competência para o fazer e, em segundo lugar, ninguém lhes dá qualquer atenção porque, sejam eles quais forem, não passam disso mesmo, programas para estarem em vigor até ao dia das eleições. No dia seguinte, são atirados para o lixo ou arrumados num canto para serem retomados ou refeitos nas próximas eleições. Repare-se que ninguém fala no interesse do país, mas apenas no acesso ao poder, trampolim para as negociatas e compadrios...
O eleitor português vive, pois, na realidade de ter de optar constantemente pelos outros, o velho rotativismo que desgraçadamente nos persegue... Desta feita, as coisas tornaram-se bem mais fáceis. Face aos anos de prepotência, arrogância, mentira, descaramento e ódios acumulados em todos os sectores sociais ninguém, no seu juízo perfeito, irá colocar a cruz no quadrado que conduza à continuação da opressão, vigarice e charlatanice...
Restam, portanto, aos senhores do Rato os interessados e habituais comensais da gamela rosa e os labrêgos que ainda não compreenderam que os partidos não são clubes de futebol e que, por essa incompetência lusa de distinguir as coisas, tudo para eles é como o futebol e que, por terem o cachecol daquela equipa, não tencionam mudar até ao fim das suas vidas. Ah! Abençoados, será deles o reino dos céus, na qual entrarão pela porta destinada aos pobres de espírito...
Conclusão, uma vez mais, estamos à beira do abismo e iremos dar dois passos em frente, um nas legislativas o outro nas autárquicas... Olha-se para as possibilidades de escolha e são todas iguais... Resta escolher uma qualquer, que não seja a que se traz vestida...

quinta-feira, 30 de julho de 2009

O Marquês de Fripor

Vem, sua alteza, o inefável líder da verborreia falaciosa, rodeado do seu bando de baratas rastejantes, apregoar as ideias que aponta para o rumo a seguir na liderança do país. Fá-lo com a arrogância e fanfarronice que todos lhe conhecemos... Porém, mais do que a apresentação do que pensa fazer, na eventualidade do cataclismo de ele e a sua camarilha serem reeleitos se abater sobre nós, o que era importante era mostrar obra feita e isso ele não faz nem fará. O motivo é simples: não existe. O retrato que deixa do seu obscuro mandato é um sem fim de obscuridades e suspeições, a começar nas suas habilitações literárias, até à forma como conduziu a sua vida, e a da sua família e amigos, em negócios ainda mais obscuros do que as licenciaturas ao domingo e os exames feitos por fax.
O Marquês de Fripor, ou o primeiro fax, par além disso só tem para apresentar a tensão social que criou com todas as áreas e classes profissionais e sociais da sociedade. No seu estandarte deveria colocar a divisa: Eu minto com a naturalidade com que respiro.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Profecias...


“Perdi os professores, mas ganhei a população”
***
Senhora, a primeira está cumprida.

domingo, 26 de julho de 2009

Se ele o diz, categoricamente...

Se ele o diz, categoricamente... Eu acredito... Eh! Eh! Ah! Ah! Ah!
É porque é (muitos risos) verdade... Aliás, nem ninguém dúvida! Pffffffhh, Ah! Ah! Ah!

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Estou quase a ir...

Começa a ser evidente que quem pode vai embora Ninguém quer ficar num país onde nada funciona... Infelizmente, nem todos conseguem dar o salto, embora haja muitos que apenas o estão a preparar, mas isso são outras conversas...
Veja melhor...

quarta-feira, 22 de julho de 2009

O Trabalho Político...

Deputados deram mais de 6000 faltas durante esta legislatura.
Quanto às justificações apresentadas pelos deputados, o regime de faltas e presenças ao plenário estabelece como regra que "a palavra do deputado faz fé, não carecendo por isso de comprovativos adicionais".
Ou não fossem eles a ter feito tão compreensivo e justo regime...

Quem não deve, não teme...

Porque não fazer um balanço verdadeiro das contas públicas antes das eleições? Afinal, parece ser a altura ideal, não é só apresentar milhões e promessas de milhões, realidades douradas e ilhas paradisíacas, mas sim mostrar para que serviu, preto no branco, o aperto de cinto que nos pediram... O quê que receiam mostrar? Porquê fugir com o rabo à seringa? Serão os resultados tão diferentes do que nos apregoam? Vamos aferir os resultados, para podermos avaliar se os objectivos foram cumpridos ou não...

domingo, 19 de julho de 2009

Sim, porque não é para cumprir...

Prometer, prometer e prometer. Ganhar votos, ganhar lugares e ganhar poder, o resto não interessa, quem é que pensa que alguma dessas baboseiras é para cumprir?

Os Doutores em Formol...

Uma sociedade que conviva mal com o humor, a sátira crítica e a liberdade de expressão é uma sociedade que convive mal consigo própria e que tem a fórmula de permanência invertida... Nada pior que o tentar por via da censura travar as denúncias e as consequentes mudanças que se impoem. A estagnação é própria do que está morto e guardado em formol...
Se o que foi dito já é, por si, muito grave e triste o que dizer, então, quando tal coisa ocorre num estabelecimento de ensino, lugar por excelência para a inovação e criatividade... O que está mal não é existirem vozes com humor e ideias novas, o que está mal é continuarem a existir os doutores da mula russa que vivem em formol e que tudo fazem para que nada mude, pois não conseguiriam resistir à mudança... Talvez se lessem O Paradigma Perdido de Morin conseguissem perceber isto... Mas pedir para ler a estes doutores tudo o que vá para além das folhas já amarelecidas pelo tempo, que papagueiam ano após ano, é como pedir a porcos que voem como andorinhas. Com a vantagem, para os porcos, pela sua graciosidade...

sábado, 18 de julho de 2009

Gripe, Porcos, Culpados

Não sei porquê que cada vez que me falam da gripe dos porcos me vêm destas imagens à cabeça, deve ser algum problema pessoal... Agora que o tipo de nome esquisito diz que é preciso evitar atibuir culpas ainda me sinto pior. Mas, que raio, lá que é perigoso é... Tanto hipotético portador junto, a berrar e a deitar perdigotos para o ar, salvo quando não é daqueles dias em que não vai lá ninguém, por exemplo às sextas-feiras, que aí não há risco de contágio da gripe dos porcos, quanto muito podem contrair a gripe dos poucos, que não é tão grave...
Recentemente já tivemos manifestações da gripe dos bois loucos, com corninhos e tudo, o que fez regressar mais cedo aos curros o seu portador, para grande vergonha da sua ganadaria... Mas não é só, desde o início, desde que eu a vi disfarçada a tentar trocar as voltas aos seus apoiantes
para não levar com ovos na tola, e depois de ter percebido que a origem do vírus tinha sido em Portugal e que se devia designar MLR2 e não H1N1, compreendi logo que era uma perigosa gripe suína.
Agora, com as férias, enquanto os pagadores de impostos vão para as praias da Costa, de Oeiras e, os mais afortunados, para o Allgarve, estes perigosos espalhadores de vírus irão aos mais recônditos sítios trazê-la para nós, além de os termos de sofrer ainda nos trazem recuerdos de vírus da gripe dos porcos para nos contaminarem... Imaginem só o que era ela na praia, sei lá, dos tomates??? Não pode... Ou o homem dos faxes a tomar banho na praia de Oeiras com ranhosos à boiarem à sua volta... Não pode... Quem certamente poderá é o presidente Aníbal António que, este ano, além de mandar fechar o espaço aéreo sobre ele, vai instalar um cordão sanitário à sua volta para que a sua estirpe não se corrompa com a nova ameaça.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

terça-feira, 14 de julho de 2009

Tanto Faz...


Tanto faz uma resposta ou outra... As Notas a Português e Matemática devem-nos encher de orgulho, enfim, aaahh, é muito positivo e muito bom para o país... Todos sabem que os alunos têm notas, que é a mesma coisa que classificações, são sinónimos, ministra dixit...
Por outro lado, é verdade que, em portugal autonomia e a bandalheira que é só fazer o que se quer, também o são. E ainda se pode ir mais longe, é natural que as crianças sejam ensinadas nesta dualidade perfeitamente ambígua e contradictória, porque será neste contexto que irão viver as suas vidas... Uns terão direitos, outros deveres, uns serão engenheiros outros injinheiros...

O Constitucional e o Real


Mas o quê que neste país é constitucional? Esse é umtexto que não se aplica em nada e que quando o abordam é para o contornar e utilizarem as expressões dúbias que propositadamente lá colocaram, como tendencialmente, deve visar e por aí fora...
É um texto bonito, mas não passa de um elefante cor-de-rosa. É muito lindo, mas é ideal e não real, é como a constituição cor-de-rosa que nós temos, constitucionalmente válida mas, realmente, perfeitamente inútil... Só existe para ser pisada, atropelada e escarnecida...

domingo, 12 de julho de 2009

Nunca Há Nada...

Lá vão os nossos administradores de justiça para o terreno... Nunca encontram nada porque o maior cego é sempre aquele que não quer ver... O interesse do estado é o interesse dos que se servem do estado, nunca esquecer...
Um dos procedimentos técnicos do nosso centro de formação de magistrados e procuradores é ensinar a torção de pescoço em 180º. Não é fácil, têm que recorrer a técnicas de ioga e a personal trainners, sempre sob o lema do aprende a virar a cara quando vais aos poderosos. São eles que te pagam e decidem a tua carreira... Em Portugal nunca há nada, a não ser o desgraçado faminto que roubou uma banana ou se esqueceu de pagar uma multa de pequeno valor ou se esqueceu de ir com o carro à inpecção...
O interesse do estado é engordar os poderosos com o que sacam aos cada vez mais numerosos desgraçados a quem juraram servir...

sexta-feira, 10 de julho de 2009

O Banqueiro Arrumador

O homem que queria ensinar os professores a gerir escolas, afinal, acabou por se tornar um arrumador... Qualquer eurito está bem... Se lhe tivessem dado só 50 cêntimos também aceitava...
Quem cospe para o ar sujeita-se a que o cuspe lhe caia em cima...

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Portugal...

Uma comitiva do Parlamento Europeu a convite de Sócrates e da suaMinistra Lurdinhas, visitam uma escola modelo no nosso país maravilha. Numa sala da primária cheia de jornalistas a ensaiada professora com ambição a uma futura boa colocação, pergunta aos alunos:
-Onde temos a melhor escola?
-Aqui em Portugal. - Respondem todos.
-Onde temos o Magalhães, o melhor portátil do mundo?
-Em Portugal. - Respondem.
-E onde há os melhores recreios da Europa?
-Aqui em Portugal. - Respondem mais uma vez.
-E onde existem as melhores cantinas, que servem as melhores sobremesas?
-Na nossa Escola, aqui em Portugal!
A professora ainda insaciada, continua:
-Onde é que vivem as crianças mais felizes do mundo?
-Em Portugal! - Respondem os alunos com a lição bem estudada..
Os tradutores lá iam informando a comitiva estrangeira que abanava a cabeça, cépticos. Nisto uma garota no fundo da sala começa a chorar baixinho. Com as televisões em directo, Sócrates, para impressionar convidados ejornalistas, pondo-se a jeito para as câmaras, resolve acudir à menina perguntando-lhe:
-Que tens minha Menina?
Resposta imediata da menina, soluçando:
-QUERO IR PARA PORTUGAL!!!!!!!!

quarta-feira, 8 de julho de 2009

A Ave do Golpe de Asa...

Aconteça o que acontecer este é o cenário gráfico de Portugal... Os necrófagos esperam o cadáver do país moribundo que se lhes apresenta. Depois de o terem ferido de morte, ainda assim, consideram que mesmo os restos cadavéricos não são de desprezar, tanto mais que nada mais sabem fazer do que parasitar o país e o seu povo...
Com a vitória perdida, resta-lhes lutar pelos bocados possíveis dos restos e, para isso, aguardam pacientemente a ver o que a coisa dá... Qual golpe de asa, qual carapuça... Os golpes que dão são com os bicos e garras afiadas, sempre ávidas e prontas a roubar mais um bocado.

terça-feira, 7 de julho de 2009

O Site da Vingança...

Pela primeira vez, em muitos anos, tenho que dar os parabéns ao ministério da educação… Foram merecedores de um excelente na data escolhida para a divulgação dos resultados dos concursos. Com a entronização do futebolista Cristiano a ser o centro das atenções de tudo o que era gente, milhões de pessoas ficaram em frente aos televisores a verem o craque a chegar, a partir, nem sei mesmo se o filmaram a fazer xixi, estava a dar aulas e não vi, embora, de qualquer das formas, não tencionasse ver. Todos esqueceram os milhares de pessoas que estiveram dias e horas à espera de um concurso que fosse, pelo menos, um pouco redentor das barbaridades, prepotências e latrocínios dos últimos anos. Essas pessoas nada contaram e nada contam. São os professores e as suas famílias que não pertencem ao estrelato e que a única coisa que fazem é tentarem preparar o melhor possível as gerações vindouras para que, debalde, se não transformem em adoradores cegos de futebolistas.
Com a saída dos resultados, um breve olhar bastou para ver que aqueles que nos governam não se esqueceram de nós e das nossas manifestações… A vingança caiu dura e implacável sobre a classe docente, dando razão aos que, como eu, defendiam que deveríamos ter sido muito mais radicais nos nossos protestos… Basicamente, trocaram alguns efectivos de uma escola para outra, colocaram meia dúzia de QZPs, que já eram efectivos, e vieram deitar foguetes que tinha sido o melhor concurso de todos os tempos… Inqualificável.
Confesso que até a mim, céptico e bastante estóico por natureza, me conseguiu surpreender a vileza do acto e atenção que foi praticado pelos seres que considero mais abjectos neste país. Nem deles esperava tal patifaria… faz lembrar as ordens desesperadas e inúteis de hitler quando, por pura loucura, maldade e estupidez num último gesto mandou matar tudo o que pudesse ser morto…
Quem vier terá a seu cargo o ter que desfazer todas estas atrocidades ora cometidas, o que não será fácil… A começar por aquilo que os sindicatos e grande parte dos professores não viram que é a condenação a uma colocação por quatro anos… Um, dois anos todos os professores já aguentaram, agora uma pena de quatro? Creio que é de mais mesmo para os mais resistentes… Eu já estive dez anos numa situação muitíssimo desconfortável, sei bem do que falo, porém todos os anos tinha, pelo menos, a esperança de poder melhorar… Podia ser pouco, mas lá se ia levando, um ano de cada vez pensando que para o outro ano as coisas poderiam melhorar… Agora?
Como é que deixámos perder o direito que nos assistia de podermos concorrer? Como é que aceitámos a divisão das carreiras, Como é que aceitámos o novo Estatuto da carreira Docente, do Aluno e o Novo Modelo de Gestão Escolar? Como é que não explodimos com tantos atropelos? E como é que vamos reagir a mais um?
Confesso que não sei, mas apenas espero que com mais dignidade e firmeza do que até aqui.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

O Trunfo de Costa...

António Costa ainda não lançou mão aos seus trunfos de grande popularidade... Esses trufos vão desequilibrar tudo... Tanto me faz a esquerda ou a direita, aliás a eles também não... Tudo menos isto...
Iremos apresentando alguns... Hoje aqui fica aquela que deve ser a mais amada deste país...

sábado, 4 de julho de 2009

Muito Boa Notícia...

Vamos finalmente deixar de ter que ver, pelo menos durante uns tempos, imagens feias como estas... O indiciado em 23 crimes de abuso sexual contra menores, mas não pronunciado, não vai estar lá... Parece que vai para Almada, se o cacilheiro atracar de popa...
Desculpem-me ter que as exibir para explicar o sentido do post.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Lá vão os cornos a caminho do Allgarve...

O porquemedizem conseguiu captar a partida para as tão necessitadas e merecidas férias do cornudo que espantou o hemiciclo... Pena ir de motorista e não levar com ele a vaca, detestamos ver partidas solitárias...
A ganadaria está pesarosa por este prematuro regresso aos curros...

É inútil falar do que não existe...

Não me parece que seja verdade... É um enormíssimo problema esse, mas não lhe chamem Justiça... A Justiça em Portugal não existe há muitos anos. Processos que prescrevem ou se arrastam mais que uma década revelarão alguma coisa, poderão fazer alguma coisa, mas já não é Justiça, chame-lhe outra coisa... O maior problema em Portugal é que os portugueses já não acreditam em NADA.
Constantemente ouvimos dizê-lo e das mais variadas formas... Chegámos a um ponto em que não há qualquer possibilidade de termos uma vida em possa existir uma certa previsibilidade... Tudo é descrédito, tudo é e não é, tudo é devir... Tudo é totoloto, tudo é acaso, tudo é mediocridade e bandalheira... A Justiça não é problema nenhum, pois para ser problema teria que existir e não existe, num país onde a máxima judicial imperante é a de que é preferível um mau acordo a uma boa sentença, precisamente porque os juízes não querem julgar, pois isso obriga-los-ia a lerem os processos o que é aborrecidíssimo e muito moroso... Quando não podem fugir a fazê-lo, lêm algumas páginas na diagonal e aquilo a que cá no burgo chamam justiça sai como teria que sair, cega, surda e de espada afiada para cortar, não a direito, mas o Direito, noção própria de países civilizados, não de Portugal...
Daí o meu apelo final: chamem-lhe funcionamento dos tribunais, chamem-lhe o que quiserem... Mas não ofendam os cristalinos conceitos de Justiça, Direito e Estado de Direito...

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Foi Para os Curros Mais Cedo...

Eu sabia que o debate prometia, aliás, disse-o aqui. Porém o que não saberia é que haveria gado taurino à solta na bancada do governo, dando um claro exemplo ao país da natureza de quem nos governa...
Foi para os curros mais cedo, quando sair do governo já vai tarde. Olé!

Silêncio... Vamos Rir...


Embora a questão seja séria e preocupante, nunca consigo deixar de dar umas boas gargalhadas quando ouço as novas mentiras que sócrates e o seu staff, ao que consta agora melhorado com a contratação de alguns produtores do obama, nos apresentam. As circunstâncias fazem-me pensar que hoje a desfaçatez e falta de vergonha nos irão trazer promessas muito engraçadas...

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Pelo que se não for eleito....


Os Pato-Bravos já estão a ponderar um pedido de indeminização e, se a coisa correr de feição, o chamuças vai prometer para a semana, não um, mas três ou quatro...
Haja paciência... Viva Portugal!

Calma Lá!

Eu bem tinha avisado... Mas, antes de se porem a indemenizar os tubarões e dinossauros carnívoros deste país, eu estou primeiro...
Entre muitos outros, tinha pensado abrir um negócio de venda de suspensórios para as calças dos empreiteiros endinheirados pelas novas empreitadas, uma venda ambulante de entremeada na brasa para os operários das obras públicas e uma fábrica de luvas, para fornecer aos candidatos a adjudicações... Portanto, já perdi muito dinheiro e quero ser o primeiro a ser indemenizado...

terça-feira, 30 de junho de 2009

Sonho numa Noite de Verão...

video

É Melhor Ler as Letras Pequeninas...

Um governo a prazo, num país a prazo e com um povo cada vez mais a prazo a única coisa sensata a fazer é adiar as asneiras colossais para os senhores que se seguem poderem ter algumas para fazer... Contudo, claro que sei que isto é eleitoralismo do mais ordinário, convinha que lessem os pré-acordos que ficam feitos, as letras pequeninas, com as indeminizações e compensações a pagar depois... Já estamos escaldados, já não é novo... Por isso, antes de respirarem de alívio leiam bem as letras pequeninas, pois, quase sempre, o que parece não é.

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Homem dos Sete Instrumentos

Mais uma notícia que deve ser lida de forma clara: as leis em Portugal são para uns cumprirem e outros fazerem... Quanto maior for o melro mais mavioso é o seu assobio, mais certeira e envolvente é a sua melodia que a todos deixa embevecidos...
Ai se fosse um contínuo... Mas, assim, não há problema nenhum.