quinta-feira, 31 de julho de 2008

Mensagem após a Mensagem...



Leia o resto senhor presidente, leia o resto...

Parece que o presidente da república, inopinadamente, falou hoje ao país pela televisão… Ao que constava, parece que o tema seria a situação geral do país… Eu dir-lhe-ia, se privasse com ele, não vale a pena senhor presidente, quem não vive com não sei quantas reformas, o ordenado e as alcavalas do cargo de presidente não precisa que o senhor lhes explique isso, porque se trata de uma matéria que nós sabemos melhor que o senhor, portanto deixe a RTP fazer mais uns cobres com um reclame qualquer e continue de férias em Boliqueime ou lá onde estiver.
Se na última vez que se dirigiu ao país por via televisiva foi para criticar os excessivos ordenados dos gestores e nada fez para diminuir esse excesso e, ao que julgo saber, não abdicou de nenhum dos seus proveitos que, não serão ilegais ou indevidos, mas que são manifestamente imorais face à situação económica do país, que tanto o preocupava, nada fazendo, igualmente, no sentido de procurar que se chegasse a um tecto limite nas pensões que fosse consentâneo com a moralidade, não se mace mais senhor presidente, nem nos mace a nós, já sabíamos o que podíamos contar consigo e com o séquito que o rodeia, volte para as suas férias, de preferência com eles todos e para bem longe daqui e não voltem… Já agora, escusava de se ter incomodado em vir incomodar o país com as banalidades jurídico/constitucionais que não interessam a ninguém ou a muito poucos... Nas férias leia o resto da Constituição senhor presidente, leia o resto e verá que tem muito e muito mais importante a dizer sobre o pobre país a que preside... Leia o resto...

2 comentários:

antónio pina disse...

Presto-me desde já a encabeçar uma petição pró independência dos Açores e da Madeira. Merecem. É bem feito!

Pata Negra disse...

Os presidentes da república não deviam ter direito à palavra, nunca dizem nada consequente ou interessante...
Um abraço escavacado