terça-feira, 30 de setembro de 2008

Este homem nunca mente...


Lusa "O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje que as famílias portuguesas com poupanças podem estar tranquilas apesar do actual quadro de crise e elogiou a capacidade de resistências das instituições financeiras nacionais."


As outras, as normais, as que em vez de poupanças têm dívidas que se lixem, quem as mandou tentar comprar casa, terem filhos e não terem emigrado quando eram novos... Pois é, não tiveram juízo agora não se queixem, nós, os poupadinhos, os que conseguimos acumular belos pecúlios ao longo deste anos, não temos nada com isso. Quem é que vos manda não terem três ou quatro reformas, nunca terem estado na assembleia ou no Banco de Portugal? Olhem para o Vítor, para o Aníbal e vejam lá se cheiram a crise???
Ouçam a Manuela, como ela é sábia... com tantos anos de Banco de Portugal... tem é que dizer isto: não se preocupem, não corram a levantar os vossos míseros trocos, senão não só ganho menos como nada garante os meus depósitos... Dois géneros, no caso, obviamente, masculino e feminino, deixando a aplicação ao critério do freguês, mas a mesma boca pastosa e aldrabona... Quem dera que o céu os juntasse e os fizesse muito felizes, no inferno...

Depois, as instituições financeiras após anos a fio a ganhar lucros incomensuráveis não têm problemas em ficar uns tempos a ganharem um pouco menos, da mesma forma que os banqueiros perdoam dívidas aos filhos e amigos sem qualquer problema. Dá para tudo... Os outros... Bem, portanto, nada de preocupante. Nós não vamos ser afectados quem se vai lixar são os pobres...

Confesso não ser accionista nem ter poupanças mas, se as tivesse, já não estariam no banco há muito tempo... Fiem-se na virgem ou, neste caso, no virgem, basta ele dizer uma coisa para se saber logo que a verdade é o contrário... nunca mente, tem é que se fazer a inversão...

3 comentários:

Alexandre Corrupto disse...

as declarações do PM não só são tristes, desfasadas da realidade como também são irresponsáveis... Partilho da tua opinião, se tivesse poupanças era debaixo do colchão que as colocava...

quink644 disse...

Bem, não seria debaixo do colchão mas seria em ouro ou coisa assim... O papel não vale nada...

Anónimo disse...

Uma coisa é certa: nunca cairia na asneira de convidar esses tipos para minha casa. O valor das minhas poupanças não é suficiente para adquirir um sistema de video-vigilância. Lembram-se daquele cromo que gamou um cobertor num avião da TAP ?

Pois é... todo o cuidado é pouco.